Postagens

Chaplin

Quando me amei de verdade

Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância , eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.
E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome...Auto-estima.

Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é...Autenticidade.

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de...Amadurecimento.

Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada , inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é...Respeito.

Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável...
Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo.
De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama...Amor-próprio.

Quando me amei de verdade , deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos , abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é...Simplicidade.

Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a...Humildade.

Quando me amei de verdade , desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro . Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez.
Isso é...Plenitude.

Quando me amei de verdade , percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é...Saber viver!!!

Charles Chaplin

O pensamento de Sócrates

O Pensamento de Sócrates

"Nada aprenderam de mim, senão o que já sabiam por si mesmos".

"Penso que não ter necessidades é coisa divina".

"Apresento um testemunho suficiente da verdade do que digo: a minha pobreza".

"Do que há de realmente honesto e belo, nada concedem os deuses aos homens, sem sacrifício e diligência".

"Por toda parte, eu vou persuadindo a todos, a não se preocuparem com riquezas e com o corpo, como se deve preocupar com a alma".

"Achei que me convinha mais correr perigo com o que era justo, que, por medo da morte e do cárcere, concordar com o injusto".

"Ninguém sabe se a morte não é o maior bem dos homens, entretanto, todos a temem como se soubessem que é o maior dos males".

"Sou cidadão do mundo".

Céu e Inferno Íntimos

Conta-se que um dia um samurai, grande e forte, conhecido pela sua índole violenta, foi procurar um sábio monge em busca de respostas para suas dúvidas.
- Monge, disse o samurai com desejo sincero de aprender, ensina-me sobre o céu e o inferno.
O monge, de pequena estatura e muito franzino, olhou para o bravo guerreiro e, simulando desprezo, lhe disse:
- Eu não poderia ensinar-lhe coisa alguma, você está imundo. Seu mau cheiro é insuportável.
- Ademais, a lâmina da sua espada está enferrujada. Você é uma vergonha para a sua classe.
O samurai ficou enfurecido. O sangue lhe subiu ao rosto e ele não conseguiu dizer nenhuma palavra, tamanha era sua raiva.
Empunhou a espada, ergueu-a sobre a cabeça e se preparou para decapitar o monge.
- "Aí começa o inferno", disse-lhe o sábio mansamente.
O samurai ficou imóvel. A sabedoria daquele pequeno homem o impressionara. Afinal, arriscou a própria vida para lhe ensinar sobre o inferno.
O bravo guerreiro abaixou lentamente a espada e agradeceu ao monge pelo valioso ensinamento.
O velho sábio continuou em silêncio.
Passado algum tempo o samurai, já com a intimidade pacificada, pediu humildemente ao monge que lhe perdoasse o gesto infeliz.
Percebendo que seu pedido era sincero, o monge lhe falou:
- "Aí começa o céu".
Para nós, resta a importante lição sobre o céu e o inferno que podemos construir na própria intimidade.
Tanto o céu quanto o inferno, são estados de alma que nós próprios elegemos no nosso dia-a-dia.
A cada instante somos convidados a tomar decisões que definirão o início do céu ou o começo do inferno.
É como se todos fôssemos portadores de uma caixa invisível, onde houvesse ferramentas e materiais de primeiros socorros.
Diante de uma situação inesperada, podemos abri-la e lançar mão de qualquer objeto do seu interior.
Assim, quando alguém nos ofende, podemos erguer o martelo da ira ou usar o bálsamo da tolerância.
Visitados pela calúnia, podemos usar o machado do revide ou a gaze da autoconfiança.
Quando injúria bater em nossa porta, podemos usar o aguilhão da vingança ou o óleo do perdão.
Diante da enfermidade inesperada, podemos lançar mão do ácido dissolvente da revolta ou empunhar o escudo da confiança.
Ante a partida de um ente caro, nos braços da morte inevitável, podemos optar pelo punhal do desespero ou pela chave da resignação.
Enfim, surpreendidos pelas mais diversas e infelizes situações, poderemos sempre optar por abrir abismos de incompreensão ou estender a ponte do diálogo que nos possibilite uma solução feliz.
A decisão depende sempre de nós mesmos.
Somente da nossa vontade dependerá o nosso estado íntimo.
Portanto, criar céus ou infernos portas à dentro da nossa alma, é algo que ninguém poderá fazer por nós.

Autor: Equipe do site www.momento.com.br, com base em conto popular.

Discurso do Universo

Discurso do Universo
Por Paulo Roberto Gaefke

Já que cada um tem a sua "história", ouça a de todos que se aproximam de você sem pré-julgar, pois a mesma medida que usar, com ela será julgado.

Enquanto caminha pela Terra, aproxime-se das pessoas, não tenha medo de doar o seu amor, nem perca tempo imaginando que vai sofrer ou vai ser rejeitado, por amor tudo vale a pena.

Serenize! Cuide do seu espírito e renove-se através da meditação e do tempo que puder dispor para pensar em suas atitudes. Muitas de nossas dores nascem do medo e da apreensão que nós mesmos criamos, frutos da nossa solidão e da expectativa demasiada que colocamos em pessoas e fatos.

Um dia de cada vez!Seja o seu falar sereno. Não se exalte, o primeiro prejudicado é sempre você. No meio do turbilhão de problemas, procure ficar na superfície, como náufrago no mar, que deve sempre manter a calma para boiar. E se a sua vida lembra um mar revoltado, se não há nada a fazer, respire fundo, relaxe e deixe-se boiar. O nervosismo apenas te levará mais rapidamente para o fundo do mar.

Seja o melhor amigo dos seus amigos, não importa o que eles venham fazer. Importa saber que eles podem contar com você e com certeza, um deles irá estender a mão na hora que mais precisar.

Cultive a saúde!
Onde puder ir andando, caminhe feliz.
O que for excesso, descarte.Crie regras e horários, seja disciplinado com o seu bem maior.
Cuide da sua vida como quem cuida de um tesouro.

Por fim, para que a paz habite a sua casa, transforme o lugar onde mora em um santuário. Tenha e exija respeito pela lugar que abriga a sua família, mesmo que por enquanto seja só você. Ao entrar em casa, aja como se estivesse entrando em uma igreja, fale baixo, evite músicas que são verdadeiros atentado aos ouvidos, filmes que sangram até no título, brigas e discussões desnecessárias.

E por onde andar, espalhe sementes amorosas do seu coração. Pequenas gentilezas que todos podem oferecer. Cuidados que todos podem ter, com as ruas, com os rios, mares, fauna e natureza como um todo, que merecem acima de tudo, o seu respeito. O mesmo respeito que você espera receber de todos.

Que você possa descobrir que é a parte principal desse grande Universo, que te saúda neste dia, trazendo a paz, o amor e a esperança para habitar na sua vida."O Universo é a perfeição, espelho de Deus, que nesse instante reflete o seu rosto.

"Seja feliz!

Ansiedade

Ansiedade
Se por um motivo muito grave você ficar em estado de ansiedade, 
faça um teste, deixe a ansiedade subir, subir, subir, até o limite máximo, até onde você não pode mais suportar. 
Neste momento, pense.
O que poderia acontecer de pior?
Pronto, você já começou a encontrar uma saída.
Ao falar isto para você mesmo a sua força interior começa a agir no seu cérebro e o próximo passo é relaxar.
A hora é difícil, mas o pior já passou, você já conseguiu se perguntar sobre o pior que lhe pode acontecer, agora basta encher o peito de ar e falar com segurança, assim você ganha metade do caminho e parte para a outra metade como vencedor.
Paulo Baleki

O desafio de viver

O desafio de viver
Elisabeth Cavalcante

Muitas pessoas ainda sentem grande dificuldade em entender o que significa abandonar a atitude de luta, entregar-se, deixar as coisas acontecerem, fluir com a vida sem forçar os acontecimentos.

Para elas, quando um Mestre propõe esta nova atitude, está sugerindo que abandonemos nossas tarefas rotineiras como o trabalho, o estudo ou a convivência com amigos e familiares.

Entretanto, não se trata disto. Aliás, o maior desafio que um buscador da Verdade necessita enfrentar nos dias que correm, é conseguir manifestar sua essência, o seu verdadeiro ser, em meio à loucura do mundo.

Sem a meditação esta tarefa se torna impossível, pois somente reservando um tempo para ir ao encontro de nossa luz é que podemos nos fortalecer e encontrar a fonte de sabedoria de que necessitamos para nos guiar a cada momento de nossas vidas.

A atitude de entregar-se à existência com confiança absoluta naquilo que ela reserva para nós, é a única forma de atrairmos exatamente as experiências de que necessitamos para alcançar o crescimento interior a que nos propomos na presente encarnação.

Por isso, é importante que valorizemos esta oportunidade que agora vivenciamos e nos empenhemos para vencer os desafios que a vida nos apresenta. Sem eles, a jornada seria mais fácil, sem dúvida, mas totalmente vazia de sentido.

“Continue sendo uma pessoa de negócios, mas esqueça-se disso por algumas horas. Não quero que você fuja de sua vida cotidiana. Estou aqui para lhe falar sobre os caminhos, as formas, a alquimia que lhe permitam transformar o ordinário no extraordinário.
Seja uma pessoa de negócios no escritório, não em casa. E, de quando em quando, se esqueça por algumas horas até mesmo da casa, da família, do cônjuge, das crianças. Fique sozinho consigo mesmo. Mergulhe cada vez mais fundo em seu ser. Divirta-se consigo mesmo, ame a sim mesmo.
Então, aos poucos, você perceberá que uma grande alegria está crescendo, sem nenhuma causa externa. Isto é seu próprio ser, seu próprio florescer. Isto é meditação....
Você verá essa grande alegria crescendo em seu ser sem qualquer motivo. Divida essa alegria, espalhe-a para os que estão ao seu redor.
...Uma vez que você tenha se tornado um meditador, sannyas não está muito longe! Meu sannyas em particular, não é nada além de viver no mundo comum, mas viver de tal forma que não me sinta possuído por ele. Permanecer transcendental, permanecer no mundo, mas um pouco acima dele. Isto é sannyas.
Não é sannyas à moda antiga, na qual você tinha de fugir de sua família, de seus filhos e seus negócios, ir para o Himalaia. Isto nunca funcionou bem. Muitos foram morar nas montanhas, mas carregaram consigo suas mentes estúpidas.
...Você pode deixar o mundo, mas não pode deixar sua mente aqui. A mente irá com você, ela está dentro de você. E onde quer que você esteja, essa mesma mente irá criar o mesmo tipo de mundo ao redor de você.
...O contentamento é o objetivo da vida, e a meditação é o meio para atingi-lo. Sem a meditação, ninguém nunca saberia verdadeiramente o que é contentamento.Não é prazer. Prazer é fisiológico, químico. Não possui profundidade e é muito momentâneo... Não pode ser mais profundo que isso, pois a fisiologia não é profunda.
Contentamento não é nem mesmo alegria. O que chamamos de alegria é psicológico. Sempre que você encontra um momento de exaltação e entusiasmo, seu ego fica preenchido e você se sente alegre. Quando obtém uma vitória, é eleito ou ganha alguma competição, se sente alegre, pois você derrotou os adversários, obteve sucesso, fama, dinheiro, glória. Mas logo se cansará disso tudo.
...Sempre que seu ego estiver preenchido, você se sentirá feliz. Mas contentamento é outro fenômeno, completamente diferente. Não pode ser prazer, pois não é fisiológico. Não pode ser alegria, pois não há preenchimento do ego. Pelo contrário, é a dissolução do ego, é a dissolução de sua identidade.
Meditação é isso: a junção, a dissolução em meio ao todo, esquecendo completamente que você é algo separado, lembrando apenas de sua unidade com o todo.
...Somos um só com o todo ainda que pensemos que estamos separados dele. Somos inseparáveis. Não podemos nos separar simplesmente porque pensamos que estamos separador. Basta lembrar. Basta deixar pra trás essa falsa noção de que somos separados.
...Portanto, é preciso aprender a assimilar o espírito da meditação. Não importa quanto tempo irá levar, qual será o preço, é preciso estar pronto. Uma vez que você esteja pronto, não será difícil. É esse estado de espírito que faz com que você se torne merecedor deste enorme contentamento, e as coisas passam a ser bem simples então”.
Osho – do livro Aprendendo a silenciar a mente.

Elisabeth Cavalcante é Taróloga, Astróloga,Consultora de I Ching e Terapeuta Floral.Atende em São Paulo e para agendar uma consulta, envie um email.
Conheça o I-Ching
Email: elisabeth.cavalcante@gmail.com

Mude sem resistir

Mude sem resistir

Quando a vida lhe pede para mudar, visualize claramente o que é necessário e mude sem resistir, na certeza de que toda mudança é para melhor.
Nem sempre é confortável, especialmente para pessoas com maneiras e idéias muito cristalizadas. É preciso estar disposto a jogar fora gradualmente as idéias que parecem boas, confortáveis e seguras, até que esteja completamente livre e aberto para receber idéias completamente novas e revolucionárias. É aí que começam as dificuldades.
Muitas pessoas, tendo absorvido algo novo, se apegam demais e se recusam a mudar outra vez. Por que não encarar uma mudança como somente um degrau para revelações ainda maiores e mais maravilhosas, que estão aguardando lugar em você para poderem se manifestar?
Você não pode encher um balde cheio; você tem primeiro esvaziá-lo.
Você não pode avançar para o novo se ainda está obstruído pelo velho e se recusa a deixá-lo para trás. Portanto, mude e mude depressa, porque Eu preciso de você...

Abrindo Portas Interiores, Eileen Caddy. Editora Triom

Espelho Mágico (Parte II)

Espelho Mágico (Parte II)
Mário Quintana

Dos Nossos Males
A nós nos bastem nossos próprios ais,Que a ninguém sua cruz é pequenina.Por pior que seja a situação da China,Os nossos calos doem muito mais...

Da Eterna Procura
Só o desejo inquieto, que não passa,

Faz o encanto da coisa desejada...
E terminamos desdenhando a caça
Pela doida aventura da caçada.

Do Pranto
Não tente consolar o desgraçado

Que chora amargamente a sorte má.
Se o tirares por fim do seu estado,
Que outra consolação lhe restará?

Do sabor das coisas
Por mais raro que seja, ou mais antigo,

Só um vinho é deveras excelente:
Aquele que tu bebes calmamente
Com o teu mais velho e silencioso amigo...

Dos Sistemas
Já trazes, ao nascer, tua filosofia.

As razões?
Essas vem posteriormente,
Tal como escolhes, na chapelaria,
A forma que mais te assente...

Do exercício da filosofia
Como o burrico mourejando à nora,

A mente humana sempre as mesmas voltas dá...
Tolice alguma nos ocorrerá
Que não a tenha dita um sábio grego outrora...

Das idéias
Qualquer idéia que te agrade,

Por isso mesmo... é tua.
O autor nada mais fez do que vestir a verdade
que dentro em ti se achava inteiramente nua...

Da amizade entre mulheres
Dizem-se amigas... Beijam-se...

Mas qual!Haverá quem nisso creia?
Salvo se uma das duas, por sinal,
for muito velha, ou muito feia...

Da Felicidade
Quantas vezes a gente, em busca da ventura,

Procede tal e qual o avozinho infeliz:
Em vão, por toda parte, os óculos procura,
Tendo-os na ponta do nariz!

Da Realidade
O sumo bem só no ideal perdura...

Ah! Quanta vez a vida nos revela
Que "a saudade da amada criatura"
É bem melhor do que a presença dela...

Do Amoroso Esquecimento
Eu, agora - que desfecho!Já nem penso mais em ti...

Mas será que nunca deixo
De lembrar que te esqueci?

Da discrição
Não te abras com teu amigo

Que ele um outro amigo tem.
E o amigo de teu amigo
Possui amigos também...

Da Preguiça
Suave preguiça, que do mau-querer

E de tolices mil ao abrigo nos pões...
Por causa tua, quantas más ações
Deixei de cometer!

Do ovo de Colombo
Nos acontecimentos, sim, é que há destino:

Nos homens, não - Espuma de um segundo...
Se Colombo morresse em pequenino,
O Neves descobria o novo mundo!

Do mal da velhice
Chega a velhice um dia...

E a gente ainda pensa
Que vive...
E adora ainda mais a vida!
Como o enfermo que em vez de dar combate à doença
Busca torná-la ainda mais comprimida...

Da moderação
Cuidado! Muito cuidado...

Mesmo no bom caminho urge medida e jeito.
Como um santo perfeito...

Da calúnia
Sorri com tranquilidade

Quando alguém te calunia.
Quem sabe o que não seria
Se ele dissesse a verdade...

Da experiência
A experiência de nada serve à gente.

É um médico tardio, distraído:
Põe-se a forjar receitas quando o doenteJá está perdido...

De como perdoar aos inimigos
Perdoas... És cristão...

Bem o compreendo...
E é mais cômodo, em suma.
Não desculpes, porém, coisa nenhuma,
Que eles bem sabem o que estão fazendo...

Da condição humana
Se variam na casca, idêntico é o miolo,

Julguem-se embora de diversa trama:
Ninguém mais se parece a um verdadeiro tolo
Que o mais sutil dos sábios quando ama.

Da própria obra
Exalça o remendão seu trabalho de esteta...

Mestre alfaiate gaba o seu corte ao freguês...
Por que motivo só não pode o poeta
Elogiar o que fez?

Dez Coisas Que Levei Anos Para Aprender

Dez Coisas que Levei Anos Para Aprender
Luis Fernando Veríssimo


1. Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom, não pode ser uma boa pessoa.
2. As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.
3. Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.
4. A força mais destrutiva do universo é a fofoca.
5. Não confunda nunca sua carreira com sua vida.
6. Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite.
7. Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria "reuniões".
8. Há uma linha muito tênue entre "hobby" e "doença mental".
9. Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito.
10. Nunca tenha medo de tentar algo novo. Lembre-se de que um amador solitário construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic.

Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão... que o AMOR existe, que vale a pena se doar às amizades às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim... e que valeu a pena!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...