Postagens

Khalil Gibran

O amigo é a resposta aos teus desejos. Mas não o procures para matar o tempo! Procura-o sempre para as horas vivas. Porque ele deve preencher a tua necessidade, mas não o teu vazio.

Khalil Gibran

Desejo

Desejo
Victor Hugo


Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.

Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.

Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim.

Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.

Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.

Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.

Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.

Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.

Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.

Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que, pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga `Isso é meu`,
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.

Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar sem se lamentar
E sofrer sem se culpar.

Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar.

Pensamento



Defeitos não fazem mal, quando há vontade e poder de os corrigir. 

Machado de Assis

Música

Música: Rolling In The Deep [Adele]

video

There's a fire starting in my heart

Reaching a fever pitch and it's bringing me out the dark
Finally, I can see you crystal clear
Go head and sell me out and I'll lay your ship bare

See how I'll leave with every piece of you
Don't underestimate the things that I will do

There's a fire starting in my heart
Reaching a fever pitch and its bringing me out the dark

The scars of your love remind me of us
They keep me thinking that we almost had it all
The scars of your love, they leave me breathless
I can't help feeling

We could have had it all
(You're gonna wish you never had met me)
Rolling in the deep
(Tears are gonna fall, rolling in the deep)
You had my heart inside of your hand
(You're gonna wish you never had met me)
And you played it to the beat
(Tears are gonna fall, rolling in the deep)


Baby, I have no story to be told
But I've heard one of you and I'm gonna make your head burn
Think of me in the depths of your despair
Making a home down there, as mine sure won't be shared

(You're gonna wish you never had met me)
The scars of your love remind me of us
(Tears are gonna fall, rolling in the deep)
They keep me thinking that we almost had it all
(You're gonna wish you never had met me)
The scars of your love, they leave me breathless
(Tears are gonna fall, rolling in the deep)
I can't help feeling

We could have had it all
(You're gonna wish you never had met me)
Rolling in the deep
(Tears are gonna fall, rolling in the deep)
You had my heart inside of your hand
(You're gonna wish you never had met me)
And you played it to the beat
(Tears are gonna fall, rolling in the deep)

Could have had it all
Rolling in the deep
You had my heart inside of your hand
But you played it with a beating

Throw your soul through every open door
Count your blessings to find what you look for
Turn my sorrow into treasured gold
You pay me back in kind and reap just what you sow

(You're gonna wish you never had met me)
We could have had it all
(Tears are gonna fall, rolling in the deep)
We could have had it all
(You're gonna wish you never had met me)
It all, it all, it all
(Tears are gonna fall, rolling in the deep)

We could have had it all
(You're gonna wish you never had met me)
Rolling in the deep
(Tears are gonna fall, rolling in the deep)
You had my heart inside of your hand
(You're gonna wish you never had met me)
And you played it to the beat
(Tears are gonna fall, rolling in the deep)


Could have had it all

(You're gonna wish you never had met me)
Rolling in the deep
(Tears are gonna fall, rolling in the deep)
You had my heart inside of your hand

But you played it
You played it
You played it
You played it to the beat

Composição: Adele / Paul Epworth

Você merece ser prioridade

"Não trate como prioridade, quem te trata como opção."

Não gosto de desistir das coisas que amo e não gosto que as pessoas que eu amo desistam.

Por isso, ajudo-os a tentar tudo o que puderem e tudo o que souberem, para assumirem as rédeas de suas vidas profissionais, pessoais e emocionais.

A sua vida merece uma chance de ser especial e memorável, e isso inclui que você se dedique para fazer a vida de alguém especial, feliz e completa.

Com sorte, também significa ter alguém que faça isso por você, não por dever, apenas, mas por ser um caminho apaixonante da realização.

Mas, infelizmente, no que se refere ao relacionamento entre duas pessoas, não podemos controlar todas as variáveis, as limitantes e os resultados. 

Até porque os resultados envolvem diferentes percepções, desejos e níveis de comprometimento.

O amor, embora seja um verbo, antes de uma emoção, é uma daquelas áreas nas quais todos nós gostaríamos de controlar os dois lados da equação, mas só podemos controlar o nosso lado...e torcer.

Um romance, seja ele namoro, noivado, casamento ou bodas de diamante, exige que os dois queiram dar um passo em direção ao futuro misterioso todos os dias...juntos...mesmo que seja para sofrerem juntos, desafiando os problemas.

Se você é do tipo que quer casar e continuar se comportando como solteiro, então é melhor não casar, fique como está.

Sei que o que está na moda é a fantasia de que "ser livre" é o melhor, ser independente, mas apesar do estardalhaço que algumas revistas semanais fazem, dizendo que muitas pessoas querem ficar sós, não é a realidade que encontro por ai.

Para mim eles e elas, dizem a verdade e a verdade é diferente daquilo que dizem para o show da mídia, ou para uma roda de amigos.

Ninguém quer ficar só, as pessoas apenas vestem uma confortável imagem de que a "liberdade" é mais vantajosa do que o compromisso.

Quando o silêncio das paredes internas do coração começa a ser escutado, o "caldo entorna" e você se pega pensando em passar os próximos anos vivendo com aquela pessoa.

Na medida do possível, apóio as pessoas ao meu redor em seus sonhos e desejos, mas nem sempre consigo.

Há momentos nos quais você deve olhar bem para aquela pessoa que está tratando você apenas como uma opção, uma alternativa temporária e deixar de ter a vida dela como sua prioridade.

Algumas vezes, ser a pessoa ideal não é o bastante, especialmente, quando o outro lado da moeda tem uma lista de prioridades enorme e você aparece em um ingrato 256° lugar.

Naturalmente, há momentos nos quais um amor não pode lhe dar atenção e ajudo as pessoas que amam a entenderem isso.

Há altos e baixos em qualquer vida, por isso não devemos assumir o pior, apenas por um problema temporário.

Lembre-se...não trate como prioridade quem te trata como opção, dê todas as chances que puder, mas quando não houver mais o que fazer...pare de tentar...você saberá quando a hora chegou...você saberá quando já tentou tudo.

E, quando chegar este momento, olhe ao redor, se alguém não trata você como prioridade, há quem trate, aí pertinho de você, é só olhar com o coração.

Você merece ser prioridade de alguém, o amor é um jogo de "iguais de coração".

Aldo Novak

Texto pubçicado no site: http://somostodosum.ig.com.br/clube/artigos.asp?id=13557

Pensamento


 


Não tomes como amigo, um homem de quem não saibas primeiro como conservou a amizade com outros; porque deves esperar que procederá contigo, tal como procedeu com os demais.


Sócrates

Cristo Redentor: Um abraço de 80 anos

O Cristo Redentor completa 80 anos com muita festa, shows e várias comemorações na Cidade do Rio de Janeiro, foi eleito recentemente uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno.
Faça um tour virtual pela estátua

 
 






Steve Jobs


 "Meu trabalho não é ser fácil com as pessoas. Meu trabalho é torná-las melhores."
Steve Jobs

Pensamento




O que sabemos é uma gota, o que ignoramos é um oceano. 

Isaac Newton

A pior vontade de viver

A pior vontade de viver

Todos são tão comprensívos, aceitam tão bem as suas escolhas, torce por tudo o que você faz, não é mesmo?  Desde que você faça o que está no script. Que siga o que foi determinado no roteiro, aquele que foi escrito sabe-se lá por quem e homologado no instante em que você nasceu. Mas e quem não quiser seguir esse script? Em dezembro próximo, serão completados 30 anos da morte da escritora Clarice Lispector, que entendia de subversões emocionais.

Fui convidada a participar de um evento que a homenageia, em Porto Alegre, e em função disso andei relendo algumas de suas obras, e encontrei no conto “Amor”, do livro “Laços de família”, uma de minhas frases prediletas. Assim ela descreve o sentimento da personagem Ana: “Seu coração enchera-se com a pior vontade de viver.” Ela é complexa, angustiante, subjetiva e intensa. Ela, “a pior vontade de viver”. A que não está disposta a negociar com a vontade dos outros.

No entanto, esta que foi chamada de a “pior” vontade pode ser também uma vontade genuína e inocente. É a vontade da criança que ainda levamos dentro, entranhada.

É o desejo de açúcar, de traquinagem, de fazer algo escondido, de quebrar algumas regras, de imitar os adultos. A “pior” vontade é curiosa, quer observar pelo buraco da fechadura e depois, mais ousadamente, abrir a porta e entrar no quarto proibido. A “pior” vontade é a de não se enraizar, não assinar contrato de exclusividade, não firmar compromisso, não se render às vontades fixas, apenas às vontades momentâneas, porque as fixas correm o risco de deixar de serem vontade para se transformarem em vaidade – como se sabe, há sempre aqueles que se envaidecem da própria persistência.

A “pior” vontade não quer ganhar medalha de honra ao mérito, não quer posar para fotografias, não quer completar bodas de ouro nem ser jubilada. A “pior” vontade não faz a menor questão de ser percebida, ela quer ser realizada. É quando você sabe que não deveria, mas vai. Sabe que não será fácil, mas enfrenta.

Sabe que tomarão como agressão, mas arrisca. Aqui, cabe lembrar: apenas se sentem agredidos aqueles que te invejam.

A vontade oficial, a vontade santinha, a que não causa incômodo, é a outra, a aprovada pela sociedade, a que não leva em conta o que vai no seu íntimo, e sim a opinião pública. É a vontade que todos nós, de certa forma, temos de mostrar para os outros que somos felizes, sem saber que para conseguir isso é preciso, antes, ter a”pior” vontade, aquela que faz você descobrir que ser feliz é ter consciência do efêmero, é saber-se capaz de agarrar o instante, é lidar bem com o que não é definitivo – ou seja, tudo.

É com esta “pior” vontade de viver que você atrai os outros, que seu magnetismo cresce, que seu rosto rejuvenesce e que você fica mais interessante. É uma pena que nem todos tenham a sorte de deixar vir à tona esta que Clarice Lispector chamou de “a pior vontade de viver”, e que, secretamente, é a melhor.

Martha Medeiros
Revista O Globo, 26/08/07

Rock in Rio 1985

Rock in Rio 1985 
Martha Medeiros

Em janeiro de 85 eu tinha um namorado que não era chegado a rock, preferia jazz, mas topou fazer uma viagem de carro para assistir ao Rock in Rio. Seria nossa primeira aventura on the road. Mas onde dormir? Ele sugeriu alugarmos um trailer. E assim foi. Botamos o Maverick vermelho na estrada puxando um trailer caindo aos pedaços. Chinelagem total, mas foi uma das passagens mais originais da minha história. Credo, eu já tenho uma história.

Saímos de Porto Alegre, passamos uns dias em Bombinhas, Maresias e Paraty, até que chegamos ao Rio, onde estacionamos o trailer num camping em Jacarepaguá. O festival já havia iniciado. No dia do nosso primeiro show, lembro que meu namorado foi tomar uma cerveja enquanto fiquei no trailer me arrumando. Quando ele retornou, não acreditou no que viu. Parecia que eu ia ao shopping: calça branca, top, acho até que coloquei salto alto.

— Tu tens ideia pra onde estamos indo? Pro meio da lama!

Teimosa, disse que iria daquele jeito mesmo, estava me sentindo um doce de coco. Resultado: virei a mulher de barro. Choveu demais e aquele descampado virou Woodstock. Da tal sandália nunca mais tive notícia e a calça branca virou pano de chão.

Nos dias seguintes, camiseta, jeans, tênis e rabo de cavalo. Pô, óbvio.

Foram muitos shows, mas lembro que o mais espetacular foi o do Queen. Freddie Mercury cantando “Love of my life” a capela enquanto regia a multidão foi de arrepiar. E eu estava lá.

Vimos Yes, Rod Stewart, B-52, Nina Hagen, Ozzy Osbourne. E Barão Vermelho, Rita Lee, Blitz, Lulu Santos, Kid Abelha, Paralamas.

Inesquecível, tudo.

Fim de festa. De volta a Porto Alegre, devolvemos o trailer e seguimos nossas vidas. O namorado? Casei com ele, tivemos duas filhas e vivemos juntos por 17 anos. Hoje é um querido amigo, está casado de novo e segue preferindo o jazz.
Em 1985, não havia telões nem camarotes vips, e lembro de apenas uma lanchonete nos fundos do terreno, assim como meia dúzia de banheiros, tudo muito precário. Nem sombra da megaestrutura de que se dispõe hoje. Passavase trabalho, mas, por outro lado, era uma experiência genuína. Só encarava essa indiada quem gostava realmente de música e aventura.

Ter 23 anos colaborava também.

Poucas coisas são tão vibrantes quanto um show. Eu começo a transcender antes mesmo de atravessar os portões. Curto a aproximação coletiva, aquele povo se dirigindo para o mesmo lugar e com o mesmo propósito, como se estivesse peregrinando até uma igreja em busca de comunhão.

Apagam-se as luzes. Expectativa, ansiedade.

Então surgem no palco os donos da noite. Ao soar o primeiro acorde, viramos todos evangélicos, budistas, espiritualistas do rock.

Show é consagração. Os aplausos são mesuras e o assovio é o código sonoro da reverência. O público faz parte de um só corpo e de um só sangue. Desta vez não irei, mas deixo aqui minha bênção para todos os devotos da guitarra. Rock in Rio 2011, amém.

Revista O Globo, 25 de setembro de 2011.

Pensamento

As palavras de amizade e conforto podem ser curtas e sucintas, mas o seu eco é infindável.
Madre Teresa de Calcutá

A cabeça dos outros

A cabeça dos outros

Recentemente a revista Veja publicou uma reportagem perturbadora sobre os motivos que levam alguém a matar outra pessoa. Foram entrevistados mais de 90 homicidas, e as respostas, quase todas, coincidiram. Eles sentem medo ao assaltar. Estabelecem um roteiro prévio e ficam em pânico quando algo ameaça sair errado. Qualquer movimento não previsto é razão para atirar. E atiram.


Nada de novo: todo mundo sabe que reagir a um assalto é o caminho mais curto para uma tragédia. Nunca passei por isso e espero ter o sangue frio necessário quando chegar minha vez, mas como deter o impulso de puxar o freio de mão, abrir o vidro, soltar o cinto de segurança, tudo o que pode ser considerado “imprevisto” pelos delinquentes? Por exemplo, quando passo por um susto violento, eu travo, fico sem voz. Ela não sai de jeito nenhum. Se acaso me perguntarem alguma coisa, como provar que meu silêncio não é uma provocação, e sim uma reação fora do meu controle?


Melhor nem pensar.


O que me ficou disso tudo é que somos prisioneiros não só da nossa cabeça, mas da cabeça dos outros também, do que eles pensam a nosso respeito, do que imaginam que iremos fazer, das conclusões a que chegam, das interpretações que fazem. Não há escapatória. Estamos sujeitos ao que nossas narrativas revelam, e elas nem sempre revelam nossa pureza. Estamos sujeitos ao que nossos atos revelam, e eles nem sempre revelam o que sentimos. O que somos de verdade e o que queremos de fato, só nós sabemos. Só nós. Sós.


O planeta é povoado por bilhões de solitários tentando se comunicar em meio a situações de euforia, desespero, descrença e êxtase. Quantas vezes tentaram adivinhar o que sentíamos, e erraram. Julgaram nossas ações, e erraram. Tiveram certeza sobre nossos propósitos, e erraram. Balas perdidas disparadas a esmo, bilhões tentando compreender uns aos outros e passando longe do alvo. Reverenciamos tanto a conexão, mas ela segue mais rara do que nunca.


A cabeça do outro é nosso juíz mais implacável. Acreditamos que temos controle sobre nosso destino, mas esse controle está atrelado ao pensamento do outro sobre nós, o sentimento (ou ressentimento) que ele nutre a despeito de todas as nossas boas intenções. Nossos pais, nossos amigos, nossos filhos, nossos clientes, nosso amor: tudo andará bem desde que sejamos fiéis ao que está previsto. Mas somos seres imprevisíveis por natureza, o que nos faz passar a vida inteira correndo riscos.

Martha Medeiros
texto publicado no Jornal de Santa Catarina n° 12151 em  15/01/11
link: http://www.clicrbs.com.br/jsc/sc/impressa/4,1147,3174548,16291

Disseram...

Disseram...

que não vencerás em teus empreendimentos;

que o teu doente querido está no clima da morte;

que atravessarás longa noite de provações;

que não mais encontrarás o trabalho que mais desejas;

que não te recuperarás de certas perdas sofridas;

que não realizarás os sonhos que acelentas;

que os entes amados distantes de ti nunca mais te voltarão ao convívio;

que o desgaste do corpo físico não mais te permitirá as realizações que tanto almejas;

que, por essa ou aquela falta, andarás sobre a Terra constantemente sobre pedras e espinhos.

Tudo isso disseram...

Entretanto, continua agindo e servindo, orando e esperando, porque as opiniões de Deus são diferentes.

Emmanuel/Chico Xavier in Momentos de Paz

O que reside atrás de nós...


"O que reside atrás de nós e o que reside à nossa frente são de minúscula importância comparados ao que reside dentro de nós."

Oliver Wendell Holmes

Pensamento

Cansado de chorar pelas estradas.
 Exausto de pisar mágoas pisadas.
 Hoje eu carrego a cruz das minhas dores. 
 Augusto dos Anjos

Clarice Lispector

Dá-me a tua mão:

Vou agora te contar
como entrei no inexpressivo
que sempre foi a minha busca cega e secreta.

De como entrei
naquilo que existe entre o número um e o número dois,
de como vi a linha de mistério e fogo,
e que é linha sub-reptícia.

Entre duas notas de música existe uma nota,
entre dois fatos existe um fato,
entre dois grãos de areia por mais juntos que estejam
existe um intervalo de espaço,
existe um sentir que é entre o sentir
- nos interstícios da matéria primordial
está a linha de mistério e fogo
que é a respiração do mundo,
e a respiração contínua do mundo
é aquilo que ouvimos
e chamamos de silêncio.

Clarice Lispector

Clarice Lispector

"Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar."


Clarice Lispector

Dia das Mães

O Dia das Mães também designado de Dia da Mãe teve a sua origem no princípio do século XX, quando uma jovem norte-americana, Anna Jarvis, perdeu sua mãe e entrou em completa depressão. Preocupadas com aquele sofrimento, algumas amigas tiveram a ideia de perpetuar a memória da mãe de Annie com uma festa. Annie quis que a homenagem fosse estendida a todas as mães, vivas ou mortas. Em pouco tempo, a comemoração e consequentemente o Dia das Mães se alastrou por todos os Estados Unidos e, em 1914, sua data foi oficializada pelo presidente Woodrow Wilson: dia 9 de Maio.

Pensamento

Só podemos medir nossa força quando nos defrontamos com um obstáculo.

Antoine de Saint-Exupery

Gente Humilde

Gente Humilde
(Vinicius, Chico e Garoto, 1969) 

Tem certos dias
Em que eu penso em minha gente,
E sinto assim
Todo o meu peito se apertar,
Porque parece
Que acontece de repente
Feito um desejo de eu viver
Sem me notar.
Igual a como
Quando eu passo no subúrbio,
Eu muito bem
Vindo de trem de algum lugar,
E aí me dá
Como uma inveja dessa gente,
Que vai em frente
Sem nem ter com quem contar...

São casas simples
Com cadeiras na calçada,
E na fachada
Escrito em cima que é um lar,
Pela varanda
Flores tristes e baldias,
Como a alegria
Que não tem onde encostar.
E aí me dá uma tristeza
No meu peito,
Feito um despeito
De eu não ter como lutar,
E eu que não creio
Peço a Deus por minha gente,
É gente humilde
Que vontade de chorar.

Clarice Lispector

Aceitar-me plenamente? É uma violentação de minha vida. Cada mudança, cada projeto novo causa espanto:meu coração está espantado. É por isso que toda minha palavra tem um coração onde circula sangue
(Frases e Pensamentos de Clarice Lispector)

Clarice Lispector

A lucidez perigosa


Estou sentindo uma clareza tão grande
que me anula como pessoa atual e comum:
é uma lucidez vazia, como explicar?
assim como um cálculo matemático perfeito
do qual, no entanto, não se precise.

Estou por assim dizer
vendo claramente o vazio.
E nem entendo aquilo que entendo:
pois estou infinitamente maior que eu mesma,
e não me alcanço.
Além do que:
que faço dessa lucidez?
Sei também que esta minha lucidez
pode-se tornar o inferno humano
- já me aconteceu antes.

Pois sei que
- em termos de nossa diária
e permanente acomodação
resignada à irrealidade -
essa clareza de realidade
é um risco.

Apagai, pois, minha flama, Deus,
porque ela não me serve
para viver os dias.
Ajudai-me a de novo consistir
dos modos possíveis.
Eu consisto,
eu consisto,
amém. 

Clarice Lispector

Pensamento



É uma lei da vida humana, tão certa como a da gravidade: para vivermos plenamente, precisamos aprender a usar as coisas e a amar as pessoas... Não amar as coisas e usar as pessoas.
John Powell
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...